Stenio Oliveira é um artista brasileiro graduado em Artes Visuais pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas e com Master em Arquitetura e Lighting pelo Instituto IPOG Conzorcio Politecnico di Milano.

Sua pesquisa questiona o universo fantástico, erótico e espiritual, incorporando estudos sobre a cosmogênese, o cromatismo, a psicanálise e a matéria. Também se apropria de ideias de composição para criar um universo que transita entre o pictórico e o escultórico. Dando origem a esculturas, pinturas objetos e pinturas expandidas com uso de múltiplos materiais: criações que se assemelham a morfologias orgânicas e percorrem a ideia de amálgamas viscerais.

 

Com individuais, coletivas e apresentações acadêmicas, em 2018 teve exibição solo no Hall do Palácio dos Jequitibás em Campinas,  exibição solo de sua produção Primitividade em São Paulo e participou do Barcelona International Awards Gallery.

Em 2019, passou pelo grupo paulistano de orientação Hermes, e também pelo MUSEU FAMA, onde participou com curadoria de Ana Carolina Ralston, de exibição coletiva.

 

Também em 2019, participou de coletiva na galeria Lamb, da Feira Parte, teve seleção para o 51° Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba e, no verão de 2020, com curadoria de Andrés I. M. Hernández, abriu sua individual Morfologias Sensórias, ocupando o segundo andar da icônica Casa de Vidro de Campinas com obras de médio e grande porte, entre elas: esculturas, pinturas expandidas, pinturas objetos e instalações. Ainda em 2020, passou a integrar a coleção da Fundação Marcos Amaro, participou de doação com suas obras para campanha humanitária para a Covid à ONU, em parceria com a Fashion Inclusive Brazil e, ao lado das artistas portuguesas Paula Rego e Joana Vasconcelos. Também  teve matéria citando-o como novo talento brasileiro pela revista carioca Viva Cultura, trabalho comentado na Revista Fórum Brasil pelo escritor e artista Mario Gravem Borges, e comentário em Madrid pelo crítico e curador Andrés Isaac Santana.

No início  de 2021 foi selecionado para o Mostra Museu, projeto em parceria com o Covid Art Museum da Espanha para exibição de seu trabalho junto com artistas ao redor do mundo pelas ruas  e metrôs de São Paulo. 

Atualmente, Stenio Oliveira faz parte do time de artistas representados pela The House Of Arts em Miami, a qual é comandada pela artista e  empreendedora cultural Jade Matarazzo. Recentemente teve seu trabalho exibido na revista Internacional Americana Colecta e  entrou para o acervo da Galerie Van Caelenberg em Aalst na Bélgica. Também possui obras catalogadas no Centro Campineiro de Artes e Folclore,  e acervo  no Museu Olho Latino e na Secretaria de Cultura de Americana, sua cidade natal.

CV

Stenio Oliveira

Americana, Brasil, 1986

Vive e trabalha em [lives and works in] Campinas e São Paulo, Brasil

 

Formação [Education]

2011

Artes Visuais e Design [Visual Art and Design], Pontifícia Universidade Católica de

Campinas – PUCC, Campinas, Brasil

2018

Master Arquitetura e Lighting, Instituto IPOG Consorzio del Politecnico di Milano, São

Paulo, Brasil

2019

Meios e Processos Fama Museu

Exposições [Exhibits]

2021

  •   Mostra Museu - Mostra Pública/Co-parcipação -Covid Art Museuml [Collective Exhibit]​

2020

  •   Morfologias Sensórias, Museu Casa de Vidro, Campinas, Brasil [Solo Exhibit]​

2019

  • Meios e processos, Fabrica de Arte Marcos Amaro, Itu, Brasil [Collective]

  • 51° Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba, Piracicaba, Brasil [Collective]

  • Casa Parte Feira de Arte Contemporânea, São Paulo, Brasil  [Collective]

  • No dia primeiro, no nono andar, Lamb London Gallery, São Paulo, Brasil [Collective]

2018

  • Barcelona International Awards Gallery, Cage Gallery, Barcelona, Espanha [Collective]

  • Primitividade, Espaço Cultural No Arouche, São Paulo, Brasil [Solo Exhibit]​

 

2017

  • Electric Ballet, Museu da Imagem e do Som, Campinas, Brasil [arte-education]

  • Conflitos e Constrastes, Galeria Puc, Campinas, Brasil [duet]

  • Consciências e Contrastes, Palácio dos Jequitibás, Campinas, Brasil [Solo Exhibit]

  • Movimento, formas e cores, CEFORTEPE, Campinas, Brasil [collective]

2016

  • Crítica, rua e sociedade, Espaço Cultural Laundry, São Paulo, Brasil [Solo Exhibit]

  • Ideias Sucateadas, Palácio dos Jequitibás,  Campinas, Brasil [arte-education]

2015

  • Formas e Fragmentos, Museu da Imagem e do Som,Campinas, Brasil [arte-education]

2013

  • Amoredore, Jockey Club, Campinas, Brasil [collective]

2012

  • Erótica, Jockey Club, Campinas, Brasil [collective]

2011

  • Vértices/Vórtices, Museu da Imagem e do Som, Campinas, Brasil [collective]

 

Apresentações Acadêmicas [academic presentations]

2017

  • A arte no mercado de trabalho e na esfera acadêmica, Palestra, Puc, Campinas, Brasil

2016

  • A escola como galeria aberta, Cefortepe, Campinas, Brasil,

2014

  • As produções artísticas como ferramenta estimuladora, Congresso Intermunicipal de Arte-Educação, Campinas, Brasil

 

2013

  • A escola como educadora e difusora do olhar artístico, Congresso Intermunicipal de Arte-Educação, Campinas, Brasil

 

Acervos e Coleções

Fundação Marcos Amaro/Museu Fama (Itu/SP)

Galerie Bruno Van Caelenberg (Aalst - Bélgica)

Centro Campineiro de Artes e Folclore (Campinas/SP)

Secretaria de Cultura -( Americana/SP)

Museu Olho Latino - ( Itatiba/SP)